20160831

"The Avengers: The Video Game"(2012) - O Jogo Que Nunca Saiu!



Em 2012, quando o mundo TODO estava na hype do primeiro grande crossover de super-heróis da historia do cinema (Sim sim salabim meninos e meninas! Estamos falando de The Avengers / Os Vingadores!), algum deus das grandes corporações, la do alto do Monte Olimpo, teve a ideia de fazer um "ultra hiper mega" jogo para Playstation 3, XBox 360, PC... e porque não Wii U (primeiro game da próxima geração de consoles, que já estava disponível ao publico). Apos umas reuniões na "THQ Australia" em 2010, a proposta do jogo foi aceita. O que criou um certo "bafafa" na comunidade nerd / geek. Principalmente  entre classe dos "video gameiros" de plantão, que iriam dar indiretamente uma "upada positiva" na popularidade do titulo (caso tudo desse certo), e ainda de quebra, o pessoal do marketing criaria mais braços e possibilidades para um "efeito buraco negro comercial" no intuito de arrastar mais ainda o "publico leigo" (e/ou não-leigo) para a consumação desenfreada deste grande produto e prospero investimento do "não-evil-empire" Disney / Marvel Studios.


Pois bem! A missão para realizar este feito foi dada nas mãos de uma de suas filiais conhecida na época pela nome de "Studios Oz", que caiu matando no desenvolvimento do projeto, assim que a função lhes foi designada. Atééé, Que em um fatídico dia, a THQ anunciou o fechamento das portas da Oz. A partir deste momento da historia, podemos ja supor que entramos no começo do fim?! No capitulo de como tudo começou a dar errado. Mas primeiro vamos usar o poder das "Areias do Tempo", para entendermos o que tava pegando...



A Pré-produção do jogo começara a todo o vapor em agosto de 2010. A THQ tinha no seu front de batalha cerca de 80 funcionários. Nos primeiros meses de desenvolvimento, o game havia sido planejado para ser um  Beat'em Up (o clássico "bate e segue em frente") em 3° pessoa. E assim ele foi feito engatinhando...

video
... Mas ja nos estágios mais avançados do trabalho, o grupo de criação decidiu que seria mais interessante fazer um jogo em 1° pessoa, já que esta seria uma proposta muito original em cima dessa tendencia de jogo.


(o que foi deveras uma boa ideia).






Em 2011, os detalhes do projeto começaram a vazar on-line. Com isso, uma série de rumores (e pseudo reivindicações) de sites especializados e entre o publico mais fanáticos nas redes sociais. Quando a arte conceitual foi descoberta, muita gente pirou no nível de "querer tirar a calça pela cabeça" quando foi revelado que os vilões seriam os Skrulls, uma raça alienígena dos quadrinhos ligados a um tal de "Galactus", uns fulaninhos de um clubinho conhecidos como "Quarteto Fantástico" e que de vez em quando tocam uma quizumba no universo. Isso fez alguns fãs mais fervorosos acreditarem que Skrulls iam estar tambem no filme de 2012... mas só que não! (o que até deve ter passado na cabeça dos realizadores, mas no fim ficou no boato mesmo).

De qualquer forma, o fato realmente interessante na escolha dos Skrulls como os malvadões não estava no refinamento do roteiro / enredo, mas sim no plot. A base de criação tava super focada na jogabilidade. Então o enredo foi posto basicamente com uma prioridade: Invasão skruniana em nível global, em que eles já chegam "metendo os 2 pés no peito" de quem tivesse no caminho, passando o rodo em tudo! Como por exemplo, nos residentes do "Edifício Baxter", na galera na "Escola Para Jovens Super Dotados, Charles Xavier" e em quem mais tivesse contra os caras. Aliais podemos ver nas artes conceituais, vários Skrulls modificados para ter os poderes e características de vários personagens do universo Marvel.

https://vimeo.com/116919624

Sendo assim, os Vingadores (no começo, apenas seria possivel jogar nas missões do "Capitão America", "Homem de Ferro", "Thor" e "Hulk", podendo abrir mais Avengers conforme os progressos no "Story Mode") ficariam em um ambiente de "guerra mundial pega pra capar" sem precedentes, ao estilo a saga da Marvel nas HQs "Secret Invasion" de 2008. Dizem tambem das más língua à boca pequena, que havia um interesse de inserir na trama algumas fases "similares" ao estilo "stealth", para explorar um ambiente no estilo meio espionagem. Os possíveis personagens revelados pra jogar essas fases seriam Nick Fury e Jessica Drew, AKA "Mulher-Aranha", que teriam a participações relevantes no desenrolar do enredo.





# NOTA: Ainda no desenvolvimento do projeto, eram cogitadas as participações do universo Marvel, como personagens "não-jogáveis, como Homem-Formiga, Visão e Ultron. Como o grande problema era arranjar uma forma de encaixa-los na historia, os responsáveis pelo projeto acabaram não criando muita coisa em cima dessa alternativa.



Houveram varias mudanças substanciais no desenvolvimento do jogo para que a jogabilidade em 1° pessoa fosse tão viável no real, quanto era no papel. Apos uma prototipagem técnica adquirida para tocar para frente o projeto, surgiu-se outra ideia nunca feita antes em um jogo desta estirpe. Essa seria aproveitada como um possível "modo acarde" do jogo, ou seja , com objetivos à parte das principais missões. Na época ela foi apelidada de "Avengers Training Academy". Este modo só poderia ser usado (até aquele momento) pelos jogadores de XBox 360 que usassem Kinect, pois ele dependia de captadores de movimentos para que o jogador realizasse simulações de combate ao lado dos Vingadores, em fase feitas especificamente para esse modo.

# *NOTA: Agora vem a "ironia" por de trás desta parte do projeto! Em 2012, ainda na vibe do filme "Os Vingadores", e não muito depois do cancelamento do game da THQ, a "Ubsoft Quebec lançou um jogo denominado "Marvel Avengers: Battle For Earth", lançado inteiramente para XBox 360 AND Wii U, devido a necessidade do uso exclusivo dos captadores dos movimentos corporais do game para manipular e simular os personagens do jogo no jogo, em modos de batalha "Vs.", e (reparem só na surpresa...) com o roteiro 100% baseado e adaptado na saga "Invasão Skrull" (conhecido nos USA como"Secret Invasion"). Infelizmente (ou felizmente) esse jogo NÃO funcionou muito bem entre publico, provavelmente por existir mais pessoas "sem" Kinect do que "com" no mundo, e pela jogabilidade ser extremamente repetitiva e robótica.

(*Talvez o grande erro foi investir mais no sensor de movimentos e menos na diversão durante gameplay, né?!)

Outro grande objetivo no desenvolvimento do titulo era torna-lo em um ótimo multiplayer.
A plano era disponibilizar o modo online, para partidas com um jogador especifico ou em "rooms" com desconhecidos, ou em modo para "2 players" que estivessem no mesmo lugar, no melhor estilo "old school".
Inclusive, durante o modo cooperativo, a dupla poderia criar combo entre eles durante a pancadaria e estratégias...



Enfim, foi no dia 09 de agosto de 2011 que THQ divulgou um comunicado anunciando demissões de cerca de 200 funcionários nas áreas administrativas e desenvolvimento de suas divisões australianas e o cancelamento de vários projetos em produção, devido à "algumas negligencias da parte dos investidores". Logo tudo envolvendo "The Avengers" até aquele momento foi engavetado e sem planos de ser passado adiante para outro estúdio.

A decisão de encerrar o trabalho, mesmo com ele inacabado veio inicialmente como um choque para os funcionários, segundo alguns ex-artistas da "Blue Tongue" (uma empresa anexada a THQ Australia), já que a equipe de criação  estava extremamente confiante de ter feito um trabalho excepcional em cima de uma iniciativa inovadora. Mas isso não foi o suficiente para conseguir finalizar o trabalho à tempo.

O golpe de misericórdia veio quando a equipe de desenvolvimento, em um uma ultima tentativa, mostrou o que havia sido feito até aquele momento para a própria Marvel, numa tentativa de descolar um financiamento a mais e salvar o trabalho. Mas mesmo assim o projeto acabou sendo rejeitado pela editora também, selando o destino do estúdio e, consequentemente, matando o "Avengers" da THQ para todo o sempre.
 
Na época do interrupção da criação do jogo, a obra estava na fase de "construção com movesets" para a inclusão das vozes / personalidades dos primeiros personagens desbloqueáveis ​​do jogo: "Gavião Arqueiro" e a "Viúva Negra". Os dois próximos na fila eram a Carol Davers, AKA "Ms. Marvel" (conhecida tambem como a "Capitã Marvel")  e o "War Machine" (Maquina de Guerra).

video
#NOTA do Escritor:
 Puxa, é duro ver para este que vos escreve que vivemos numa realidade entre os multiversos que "THQ's Avengers" foi cancelado em um momento crucial, e "Marvel Avengers: Battle For Earth" foi lançado sem problema nenhum, mas também sem legado, sem magia ou nem mesmo raios gama legais...

Aaaaaah se esse que vos escreve encontra um "Cubo Cósmico" dando sopa nas quebradas!!!.


Nenhum comentário:

Postar um comentário