20140331

"Como assim o teletransporte já é possível?!"


Foi divulgado em 2013 que alguns pesquisadores da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hefei (China) conseguiram teleportar pela primeira vez na história do ser humano um objeto minusculo a uma distância de 150 metros utilizando o princípio de enlace quântico, no qual duas partículas compartilham a mesma existência independente da distância entre elas. Deste modo, foi possível mudar o objeto de local de forma instantânea, transferindo-o de um ponto a outro sem que ele tenha sequer atravessado o espaço que os divide. Porem contudo toda via entretanto, o elo quântico definido na troca de informação da composição do objeto de um lugar para o outro, não se manteve intacto e a integridade do material se manteve conservada por apenas por 100 microssegundos durante o procedimento. 
Em Londres, especialistas da Universidade de Cambridge desenvolveram um modelo matemático que (em teoria) pode ajudar no aumento da resistência da união quântica durante a transferências de dados quânticos, e assim tornar a "viagem" possível sem nenhum dano aparente ao conteúdo transportado.
O mundo também teve noticias de uma equipe de físicos canadenses que desenvolveram e testaram um teletransporte quântico de três fótons baseado no mesmo principio do enlace quântico.
O experimento foi totalmente conduzido por especialistas da Universidade de Waterloo (Ontário), que demonstraram que três fótons com seus feixes entrelaçados (mais ou menos como o Egon disse que não poderia ser feito com seus raios protons se não tudo iria pelos ares) colocados em locais diferentes e distantes, tornando assim possível a teletransportação de objetos e provando que mesmo em teoria, esse é o maior avanço tecnológico deste tipo até o momento.
A hipótese sobre o entrelaçamento quântico foi retirada de uma teoria derivada de uma disputa cientifica entre Albert Einstein e Niels Bohr em 1927.
A teoria para o seu funcionamento segue a linha de raciocínio que se duas partículas que compartilham o mesmo estado quântico bem na sua criação se separassem, a mudança na rotação de uma delas seria a causa para uma mudança correspondente no estado quântico da outra, já que existe um elo na suas origens que as interligam diretamente, independente da distancia.
Os teóricos envolvidos neste estudo chamaram este fenômeno de "Teletransporte Quântico".

Tendo noticias assim a nossa volta, podemos esperar que logo logo a aparição de uma das ideias tecnológicas mais interessantes exploradas pelo projetos sci fi tornando-se realidade... Ou talvez possa ocorrer uma possível catástrofe interdimensional como alguns contos também profetizam.
Bem, de qualquer forma cruzemos os dedos e desejemos o melhor.

Um comentário:

  1. Cara, gostei do texto, mas realmente queria ver as fontes... vou ter de ficar procurando por essas pesquisas...

    ResponderExcluir